Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

'Não nos ponham à prova': EUA ameaçam responder a 'qualquer ofensiva' em Idlib

Nenhum ataque contra o último bastião de terroristas na Síria será ignorado pelos EUA e seus aliados, afirmou a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, alertando contra qualquer tipo de ofensiva que pretenda retomar o controle da província de Idlib.


Sputnik

"Não apenas consideraremos, os EUA e nossos aliados, todos os ataques com armas químicas, mas também qualquer ofensiva contra a população civil de Idlib", disse Haley em entrevista à Fox News.

Resultado de imagem para Nikki Haley
Embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley | Reprodução

Haley sublinhou que Washington já atacou as posições de Damasco duas vezes e deixou claro que os EUA estão dispostos a fazê-lo de novo. "Não nos ponham à prova de novo", disse a diplomata em advertência à Síria e seus aliados, a Rússia e o Irã.

Os EUA e sua aliança lançaram dezenas de mísseis de cruzeiro contra o território sírio em abril, se baseando em relatos não confirmados sobre um alegado ataque químico em Duma, uma zona posteriormente examinada pela Organização para a Proibição de Armas Químicas e onde não foi detectado nenhum agente nervoso.

A mídia russa declarou que o alegado ataque químico foi um pretexto e uma "encenação" dos Capacetes Brancos. Agora, o Centro Russo para a Reconciliação na Síria afirma que está sendo preparado um novo vídeo com crianças sequestradas para encenar um suposto uso de armas químicas em Idlib.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas