Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Netanyahu diz a Putin que fornecimento de S-300 à Síria aumenta riscos de segurança

Nesta segunda-feira (24) o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse ao presidente russo, Vladimir Putin, que a entrega dos S-300 a quem chamou de "agentes irresponsáveis" aumentaria o risco sobre a segurança na região, acrescentando que Israel continuaria a proteger sua segurança.


Sputnik

Após o incidente com o avião russo Il-20, derrubado na Síria, o ministro da Defesa da Rússia disse que Moscou irá entregar sistemas de defesa aérea S-300 ao país. A Defesa da Rússia tem apresentado provas de que Israel teria agido de forma negligente durante uma ação militar e provocado o acidente com o avião russo.

O presidente Vladimir Putin (à esquerda) ouve seu anfitrião, o primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu (à direita) após um encontro em Israel em junho de 2012.
Vladimir Putin e Benjamin Netanyahu © AP Photo / Jim Hollander, Pool

Comentando mais cedo sobre este assunto, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Mikhail Bogdanov, apontou que os as entregas dos S-300 não afetariam as relações entre Israel e Rússia, enfatizando que Moscou e Damasco tem um direito soberano tanto na aquisição quanto na entrega de armas.

A Rússia decidiu aumentar a segurança na Síria após a queda do Il-20, o que custou 15 vidas de soldados russos. A queda ocorreu próximo à base aérea de Hmeymim. De acordo com os militares da Rússia, quatro F-16 de Israel, que atacavam alvos na Síria na província de Latakia, usaram o Il-20 como escudo, o que o deixou vulnerável a ataques da defesa aérea da Síria, o que teria causado o acidente.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas