Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

ONU: Daesh criou sistema eficiente para compra de material explosivo

O grupo terrorista Daesh conseguiu criar um sistema eficiente para aquisição de substâncias químicas, declarou nesta terça-feira a representante do departamento de prevenção ao terrorismo no Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNDOC), Olga Lanchenko.


Sputnik

A agência da ONU é especializada em combate ao tráfico de drogas, armas, crime organizado, tráfico humano e terrorismo internacional.

Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque
Armamentos e munições dos terroristas encontradas em Mossul, Iraque © Sputnik /

"A escala do uso de explosivos de fabricação própria está aumentando. Sabemos que Daesh criou um sistema eficiente de aquisição de substâncias químicas e de outros componentes de explosivos. [O grupo] está produzindo explosivos em escalas sem precedentes", declarou Lanchenko, ao discursar durante a conferência internacional dedicada ao combate ao tráfico de armas e suas conexões com o terrorismo e crime realizada em Moscou.

"Existem pesquisas que demonstram o envolvimento de 50 empresas de 20 países em fornecimento de componentes de explosivos de fabricação própria ao Daesh", acrescentou a especialista da ONU.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas