Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mídia europeia explica como sistema russo S-400 se tornou 'hit de exportações'

Os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 têm gerado cada vez mais interesse por parte dos outros países e se tornaram mesmo um "hit de exportações" no mercado internacional de armamentos, opina a mídia alemã.
Sputnik

Segundo escreveu o jornal Die Welt, a China adquiriu este sistema em janeiro deste ano, a Turquia irá recebê-lo no ano que vem e, em outubro passado, a Índia passou também a estar entre os importadores desta arma, assinando um contrato no valor de mais de 5 bilhões de dólares (quase 19 bilhões de reais) com a empresa estatal russa de exportação de armas.


Em opinião dos especialistas citados pela edição, no que tange às características técnicas, os complexos S-400 superam os análogos norte-americanos. Em particular, os S-400 são capazes de eliminar alvos diferentes em altitudes de até 30 quilômetros, em um raio de 400 quilômetros, podendo ser equipados com mísseis de alcances diferentes.

Já o conhecido sistema norte-americano Patriot, instalado inclusive na Europ…

ONU: Daesh criou sistema eficiente para compra de material explosivo

O grupo terrorista Daesh conseguiu criar um sistema eficiente para aquisição de substâncias químicas, declarou nesta terça-feira a representante do departamento de prevenção ao terrorismo no Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNDOC), Olga Lanchenko.


Sputnik

A agência da ONU é especializada em combate ao tráfico de drogas, armas, crime organizado, tráfico humano e terrorismo internacional.

Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque
Armamentos e munições dos terroristas encontradas em Mossul, Iraque © Sputnik /

"A escala do uso de explosivos de fabricação própria está aumentando. Sabemos que Daesh criou um sistema eficiente de aquisição de substâncias químicas e de outros componentes de explosivos. [O grupo] está produzindo explosivos em escalas sem precedentes", declarou Lanchenko, ao discursar durante a conferência internacional dedicada ao combate ao tráfico de armas e suas conexões com o terrorismo e crime realizada em Moscou.

"Existem pesquisas que demonstram o envolvimento de 50 empresas de 20 países em fornecimento de componentes de explosivos de fabricação própria ao Daesh", acrescentou a especialista da ONU.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas