Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

ONU pede que Israel pare a demolição da aldeia palestina

O Coordenador Especial da ONU para o Processo de Paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov, expressou preocupação na segunda-feira “com a intenção das autoridades israelenses de demolir a aldeia beduína de Khan Al-Ahmar / Abu Al-Helu” na Cisjordânia.


Pars Today

"Eu peço às autoridades que não prossigam com a demolição e cessem os esforços para realocar as comunidades palestinas na Cisjordânia ocupada", disse Mladenov, denunciando tais ações como "contrárias à lei internacional" e advertindo que elas "poderiam minar o chances para o estabelecimento de um Estado Palestino viável e contíguo ”, de acordo com um relatório publicado no site da ONU.

ONU pede que Israel pare a demolição da aldeia palestina

Segundo o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), Khan Al-Ahmar / Abu Al-Helu, localizado nos arredores de Jerusalém Oriental, é uma das 18 comunidades localizadas em - ou próximo a - uma área em parte para um plano de reorganização de assentamentos israelenses que supostamente criaria uma área construída contínua, entre o assentamento Ma'ale Adummim e Jerusalém Oriental.

Em 24 de maio, o Supremo Tribunal de Justiça israelense rejeitou a petição da comunidade para impedir a demolição, e quase todas as estruturas de Khan Al-Ahmar / Abu Al-Helu estão agora em risco de serem demolidas, incluindo a escola construída com apoio de doadores. - que serve várias comunidades na área.

No dia 1º de junho, o coordenador humanitário da ONU para o Território Palestino Ocupado, Jamie McGoldrick, divulgou uma declaração observando que “as obrigações de Israel como potência de ocupação para proteger os moradores de Khan al Ahmar são claras”.

“Se as autoridades israelenses escolherem implementar as ordens de demolição pendentes na comunidade e forçar as pessoas a saírem, elas não apenas gerarão dificuldades humanitárias significativas, mas também cometerão uma das graves violações do direito internacional humanitário”, declarou o Sr. McGoldrick.

Em julho, o escritório de direitos humanos da ONU (ACNUDH) também denunciou que as demolições planejadas violam o direito internacional humanitário, já que provavelmente resultariam na realocação forçada de dezenas de famílias.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas