Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares russos tornam usina nuclear invisível

Unidades das Forças Armadas da Rússia especializadas na Defesa Radiológica, Química e Biológica tornaram invisível a usina nuclear de Smolensk, escondendo-a em uma nuvem de aerossol de grafite, disse aos repórteres na quarta-feira (19) um representante do Ministério da Defesa.
Sputnik

"Pela primeira vez, foi utilizada uma composição em forma de aerossol que opera não só na faixa visível do espectro de radiação eletromagnética mas também na de infravermelhos" - afirmou um representante.

Fluxos de gás quente à base de grafite são pulverizados a fim de criar uma cortina de camuflagem. Para criar uma nuvem de aerossol sobre uma área de dois quilômetros quadrados, foram necessárias cinco máquinas térmicas de fumaça TDA-3, informou o representante.

Os exercícios militares começaram na usina nuclear de Smolensk no dia anterior. Neles participam mais de 600 militares, pessoal civil da fábrica e mais de 200 unidades de equipamentos militares e especiais. Anteriormente, as unidades de gue…

Paris nega envolvimento no desaparecimento do avião russo na Síria

A França não está envolvida no desaparecimento do avião russo Il-20 com 14 pessoas a bordo no espaço aéreo da Síria, segundo afirmou o coronel francês, Patrik Steiger.


Sputnik

"Negamos qualquer envolvimento", declarou o porta-voz da Defesa francesa.

Avião militar russo Ilyshin-20 (imagem ilustrativa)
CC BY-SA 2.0 / Dmitry Terekhov / Ilyushin IL-20

Há pouco, militares sediados em Hmeymim, na Síria, informaram que o avião russo Il-20 teria desaparecido dos radares na região, com 14 soldados a bordo, enquanto sobrevoava o mar Mediterrâneo.

Vale destacar que o incidente ocorreu na mesma hora quando sistemas russos de controle do espaço aéreo detectaram o lançamento de mísseis a partir da fragata francesa Auvergne, localizada no mar Mediterrâneo. Até o momento, não há informações sobre qualquer relação entre os dois casos.

Entretanto, os EUA acreditam que o avião russo Ilyushin-20 foi acidentalmente derrubado por disparos da artilharia síria, segundo indica uma fonte militar estadunidense.

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas