Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Pentágono inspeciona área na Polônia para a nova base militar, relata Mattis

Militares do Exército dos EUA estão examinando a região disponível na Polônia para a instalação de sua nova base militar, relatou a repórteres o secretário de Defesa norte-americano, James Mattis.


Sputnik

Na semana passada, o presidente americano Donald Trump disse, durante uma reunião com seu homólogo polonês Andrzej Duda, que os Estados Unidos estavam considerando o pedido de Varsóvia para estabelecer uma base no país europeu. Duda propôs até mesmo que a base fosse denominada Fort Trump (Forte Trump, em português), o que acabou gerando polêmica.

Cerimônia oficial de boas-vindas às tropas dos EUA em Zagan, Polônia, em 12 de janeiro de 2017
Cerimônia de boas vindas às tropas dos EUA à Polônia © AP Photo / Czarek Sokolowski

"Estamos determinando […] as capacidades do que está sendo oferecido", disse Mattis, adicionando que está na etapa exploratória e que ainda não foi tomada nenhuma decisão.

Em relação a isso, o presidente polonês ofereceu mais de US$ 2 bilhões (R$ 8,1 bilhões) para a construção da instalação militar.

Segundo o secretário de Defesa americano, as autoridades americanas estão avaliando a capacidade de infraestrutura e da Polônia para atender os requisitos de manutenção, voos de teste e campos de tiro.

Além disso, ele declarou que Washington valoriza a oferta do governo polonês, mas os Estados Unidos vão consultar seus parceiros regionais antes de tomar uma decisão final sobre a questão.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas