Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Pentágono inspeciona área na Polônia para a nova base militar, relata Mattis

Militares do Exército dos EUA estão examinando a região disponível na Polônia para a instalação de sua nova base militar, relatou a repórteres o secretário de Defesa norte-americano, James Mattis.


Sputnik

Na semana passada, o presidente americano Donald Trump disse, durante uma reunião com seu homólogo polonês Andrzej Duda, que os Estados Unidos estavam considerando o pedido de Varsóvia para estabelecer uma base no país europeu. Duda propôs até mesmo que a base fosse denominada Fort Trump (Forte Trump, em português), o que acabou gerando polêmica.

Cerimônia oficial de boas-vindas às tropas dos EUA em Zagan, Polônia, em 12 de janeiro de 2017
Cerimônia de boas vindas às tropas dos EUA à Polônia © AP Photo / Czarek Sokolowski

"Estamos determinando […] as capacidades do que está sendo oferecido", disse Mattis, adicionando que está na etapa exploratória e que ainda não foi tomada nenhuma decisão.

Em relação a isso, o presidente polonês ofereceu mais de US$ 2 bilhões (R$ 8,1 bilhões) para a construção da instalação militar.

Segundo o secretário de Defesa americano, as autoridades americanas estão avaliando a capacidade de infraestrutura e da Polônia para atender os requisitos de manutenção, voos de teste e campos de tiro.

Além disso, ele declarou que Washington valoriza a oferta do governo polonês, mas os Estados Unidos vão consultar seus parceiros regionais antes de tomar uma decisão final sobre a questão.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas