Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Pentágono inspeciona área na Polônia para a nova base militar, relata Mattis

Militares do Exército dos EUA estão examinando a região disponível na Polônia para a instalação de sua nova base militar, relatou a repórteres o secretário de Defesa norte-americano, James Mattis.


Sputnik

Na semana passada, o presidente americano Donald Trump disse, durante uma reunião com seu homólogo polonês Andrzej Duda, que os Estados Unidos estavam considerando o pedido de Varsóvia para estabelecer uma base no país europeu. Duda propôs até mesmo que a base fosse denominada Fort Trump (Forte Trump, em português), o que acabou gerando polêmica.

Cerimônia oficial de boas-vindas às tropas dos EUA em Zagan, Polônia, em 12 de janeiro de 2017
Cerimônia de boas vindas às tropas dos EUA à Polônia © AP Photo / Czarek Sokolowski

"Estamos determinando […] as capacidades do que está sendo oferecido", disse Mattis, adicionando que está na etapa exploratória e que ainda não foi tomada nenhuma decisão.

Em relação a isso, o presidente polonês ofereceu mais de US$ 2 bilhões (R$ 8,1 bilhões) para a construção da instalação militar.

Segundo o secretário de Defesa americano, as autoridades americanas estão avaliando a capacidade de infraestrutura e da Polônia para atender os requisitos de manutenção, voos de teste e campos de tiro.

Além disso, ele declarou que Washington valoriza a oferta do governo polonês, mas os Estados Unidos vão consultar seus parceiros regionais antes de tomar uma decisão final sobre a questão.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas