Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Porta-aviões Harry S. Truman se junta à 6ª Frota da Marinha dos EUA

O grupo de ataque do porta-aviões Harry S. Truman iniciou a última fase de sua adesão à 6ª Frota da Marinha dos EUA, que é responsável pelo grupo de operações na Europa e na África. O anúncio foi feito pela própria instituição militar nesta terça-feira (18).


Sputnik

Conforme divulgado em comunicado à imprensa pela Marinha norte-americana, o grupo de ataque é composto pelo navio-almirante Classe Nimitz, o porta-aviões USS Harry S. Truman; nove esquadrões do Carrier Air Wing 1; o cruzador USS Normandy; e os dois destróieres Classe Arleigh Burke, USS Arleigh Burke e USS Forrest Sherman.

Porta-aviões USS Nimitz Harry S. Truman
Porta-aviões norte-americano USS Harry S. Truman © AP Photo / Fabrizio Bensch/Pool

A Marinha dos EUA explicou que ativos adicionais do grupo de ataque na região incluiriam os destróieres Classe Arleigh Burke, Bulkeley e Farragut.

O grupo de ataque saiu de Norfolk em agosto, completando exercícios e qualificações no Atlântico, para incluir participação em operações ao lado do porta-aviões Classe Nimitz Abraham Lincoln (CVN 72) e operações bilaterais ao lado da Marinha Real do Canadá, afirmou o comunicado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas