Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Putin: terroristas estão preparando provocações na província síria de Idlib

Ao discursar na cerimônia de abertura da cúpula entre a Turquia, Rússia e Irã, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que os terroristas na província síria de Idlib estão preparando provocações, inclusive com armas químicas.


Sputnik

O líder lembrou que na zona de desescalada na província de Idlib estão concentrados os grupos extremistas que restam no país, tentando desestabilizar a situação.

Resultado de imagem para vladimir putin
Vladimir Putin | Reprodução

"Os terroristas estão tentando minar o regime de cessar-fogo [em Idlib] e, mais que isso, estão realizando e preparando vários tipos de provocações, inclusive com armas químicas", disse Putin.

Ao mesmo tempo, o presidente sublinhou o "progresso significativo" alcançado para a resolução da situação síria. Segundo ele, mais de 15 mil refugiados sírios voltaram para casa no último mês e meio.

A operação em Idlib e a regulação da situação na Síria se tornaram os temas principais da cúpula trilateral entre Rússia, Turquia e Irã que decorre hoje (7) em Teerã.

O território da província síria de Idlib continua sendo a última região do país não controlada pelas tropas do governo.

Nos últimos dias, a situação em torno da Síria piorou. O porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, disse que, segundo fontes independentes, os terroristas do grupo Tahrir al-Sham estão preparando uma provocação em Idlib para culpar Damasco do uso de armas químicas contra civis.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas