Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

Pyongyang descarta plano de desnuclearização americano por ser 'mafioso', relata mídia

A Coreia do Norte não concorda com o plano norte-americano de desnuclearização da península coreana por o considerar como "mafioso", comunica uma das principais emissoras norte-americanas, citando fontes diplomáticas.


Sputnik

"A Coreia do Norte rejeitou todas essas propostas por as considerar como mafiosas. Foi isso que a fonte falou", comunica a CNN.

Tela de televisão mostrando presidente norte-americano Donald Trump e líder norte-coreano Kim Jong-un em Seul, Coreia do Sul
© AP Photo / Ahn Young-joon

De acordo com os interlocutores do canal estadunidense, Washington continua fazendo "propostas concretas para o começo e a realização completa e verificável da desnuclearização".

Assim, comunica a fonte, as autoridades norte-coreanas acreditam que já fizeram suficientes "atos de boa vontade" para isso, mas os EUA não respondem da mesma forma.

Enquanto os EUA exigem uma desnuclearização completa e verificável, prometendo manter as sanções norte-americanas até que haja resultados nesse campo, a Coreia do Norte diz que empreenderá novos passos apenas após o levantamento das sanções e a celebração de um acordo de paz.

Um dos funcionários entrevistados pela emissora estadunidense afirmou que a continuação das negociações entre os EUA e a Coreia do Norte depende da vontade de Washington de dar um "passo corajoso" e concordar em assinar o respectivo tratado.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas