Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Rápido e potente: saem mais detalhes sobre novo sistema de mísseis antiaéreos russo (VIDEO)

O Ministério da Defesa da Rússia revelou detalhes sobre as características táticas e técnicas do novo sistema de mísseis antiaéreos russo Sosna, estreado no final de agosto no âmbito do Fórum Internacional Técnico-Militar ARMY 2018.


Sputnik

A singularidade do novo sistema, cuja principal função é proteger instalações militares de ataques aéreos, está nas várias inovações desenvolvidas por engenheiros russos, explicou Vladimir Ukleev, chefe de projeto do sistema de mísseis antiaéreos, citado pelo Ministério da Defesa da Rússia no jornal Zvezda.


Sistema de mísseis antiaéreos russo Sosna no âmbito do Fórum Internacional Técnico-Militar EXÉRCITO 2018
Sistema antiaéreo russo Sosna © Sputnik / Vitali Belousov

O Sosna pode ser usado em todos os tipos de operações de combate, inclusive em andamento. Durante os exercícios, o sistema disparou com sucesso contra alvos "inimigos" a uma velocidade de até 30 quilômetros por hora.

Este incrível veículo de combate é capaz de operar eficazmente sob quaisquer condições climáticas, bem como em condições de visibilidade reduzida, mesmo na presença de interferências naturais ou artificiais, criadas pelo inimigo.

Além disso, tem capacidade de agir contra alvos terrestres destruindo objetivos protegidos com blindagem leve — fato que foi provado com sucesso durante a fase de testes.

O sistema Sosna é equipado com 12 mísseis guiados antiaéreos 9M340 Sosna-R, que podem atingir alvos voando a uma velocidade de 300 m/s em altitudes de até cinco quilômetros, mísseis de cruzeiro a velocidades de até 250 m/s e helicópteros a 100 m/s. Os mísseis também podem ser usados contra drones.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas