Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Rússia: novos dados indicam claramente que Israel é culpado por derrubada do avião Il-20

A informação foi fornecida pelo sistema de controle de fogo russo S-400, instalado na base aérea de Hmeymim, na Síria.


Sputnik

Anteriormente, Moscou havia acusado a Força Aérea Israelense pelo incidente, alegando que quatro jatos militares israelenses F-16, que atacavam alvos sírios na província de Latakia, usaram a aeronave russa Il-20 como cobertura, submetendo-a a um ataque dos sistemas de defesa aérea síria.

Sistema de defesa antiaérea S-200 lança míssil contra alvo aéreo (imagem referencial)
Lançamento de míssil antiaéreo S-200 © AP Photo / Amir Kholousi, ISNA

De acordo o representante do oficial do Ministério da Defesa da Rússia, major-general Igor Konashenkov, o míssil S-200 do complexo de defesa aérea sírio, que atingiu avião russo Il-20, tinha como alvo um avião israelense.

"A tela mostra claramente a direção do míssil S-200 emitido pelos sistemas de defesa aérea da Síria, a posição dos aviões russo e israelenses. É claro que a direção do voo do míssil é destinada a uma aeronave israelense", disse Konashenkov ao fazer uma apresentação em uma tela especial durante entrevista coletiva.

Após o incidente, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que Tel Aviv está pronta para fornecer a Moscou todas as informações necessárias para facilitar a investigação, alegando que a Síria foi responsável pelo acidente do avião russo.

Em 17 de setembro, o Ministério da Defesa russo informou que o avião Il-20 desapareceu dos radares enquanto regressava para a base de Hmeymim, na Síria. Ainda segundo a Defesa russa, o avião foi derrubado porque ficou colocado sob ataque da defesa antiaérea síria por caças israelenses que se posicionaram por trás dele. Os 15 militares que estavam a bordo morreram. O presidente da Rússia Vladimir Putin qualificou o ocorrido como "uma sequência de circunstâncias trágicas".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas