Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Rússia realiza lançamento dos novíssimos mísseis antinavio Kh-35U

Caças-bombardeiros Su-34 realizaram um exercício de lançamento dos mais recentes mísseis antinavio Kh-35U no polígono da Frota do Pacífico, relatou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Como parte da realização de missões de treinamento no polígono marítimo da Frota do Pacífico, caças-bombardeiros multifuncionais Su-34 realizaram lançamentos dos mais novos mísseis antinavio Kh-35U", indica o relatório.

Resultado de imagem para Kh-35U
Sukhoi Su-34 com o míssil Kh-35U | Reprodução

Os lançamentos foram realizados com múltiplos alvos simultâneos, simulando um grupo de navios. O Ministério da Defesa observou que foram efetuados lançamentos individuais e múltiplos em várias trajetórias de voo.

"No total foram feitos oito lançamentos. Todos os mísseis atingiram os alvos com sucesso", destacou o departamento.

Segundo o Ministério da Defesa, o míssil antinavio Kh-35U foi projetado para eliminar alvos de superfície de várias classes sem a entrada dos portadores na zona de ação do sistema de defesa antiaérea.

O seu alcance máximo é superior a 250 quilômetros. O ministério sublinhou que o impacto de um desses mísseis seria suficiente para destruir um moderno navio de combate da classe corveta.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas