Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Ucrânia inicia criação de base naval no mar de Azov, diz mídia

A Ucrânia está começando a transferir lanchas militares ao mar de Azov e inicia nessa zona a criação de uma base naval, comunicou neste domingo (8) um portal militar ucraniano citando fontes no Estado-Maior e no comando da Marinha do país.


Sputnik

De acordo com os dados do portal, na manhã do dia 8 na cidade ucraniana de Berdyansk foi avistada uma lancha blindada de pequeno porte da Marinha do país que estava sendo transportada em um caminhão. 

Lancha blindada sendo transportada para a cidade ucraniana de Berdyansk | Reprodução

No futuro próximo, segundo a edição, está previsto transferir para a área três lanchas canhoneiras de pequeno porte.

​A edição apontou que, até o final deste ano, no mar de Azov está prevista a construção de uma base da Marinha ucraniana, bem como o desdobramento de uma divisão de lanchas.

Anteriormente, o Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia (SNBO, sigla em ucraniano) decidiu reforçar a presença miliar no mar de Azov e equipar os destacamentos da guarda costeira ucraniana com mísseis de alta precisão.

Kiev vem acusando Moscou de bloquear a entrada de navios que seguem para os portos ucranianos através do estreito de Kerch. A paragem dos navios causa prejuízos aos seus armadores, segundo as autoridades ucranianas. Por sua vez, o Serviço Federal de Segurança russo desmente essas informações, indicando que todas as inspeções de embarcações estrangeiras são efetuadas conforme o direito marítimo internacional e que por parte dos armadores dos navios não tem havido queixas ou reclamações.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas