Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Veículos blindados Foxhound do Reino Unido estão quebrando no Afeganistão por causa do calor

Os veículos blindados Foxhound, do Exército Britânico, no Afeganistão, estão quebrando uma vez por semana por causa do superaquecimento, informou o jornal britânico Times.


Forças Terrestres

O risco para os soldados aumenta se eles tiverem que sair do carro, informou o jornal, citando o major Andy Brown, do Royal Electrical and Mechanical Engineers.

Foxhound no Afeganistão
Foxhound no Afeganistão

“É por isso que usamos equipamentos de proteção individual. Não é uma aposta, é um risco calculado. Como qualquer peça do kit, é preciso se precaver”, disse o oficial.

Segundo Brown, os problemas com os carros não afetaram as operações. No entanto, outra fonte, um sargento de infantaria, disse ao jornal que as tropas tiveram “alguns problemas com eles”.

Engenheiros do Exército foram capazes de resolver alguns dos problemas. Os carros são deixados na sombra quando fora de uso para mantê-los frios.

O brigadeiro Simon Humphrey, comandante das forças britânicas no Afeganistão, classificou os veículos como confiáveis ​​e ressaltou que nunca teve problemas com eles.

Um porta-voz do Exército apontou que os carros “salvaram vidas”, mas não deu detalhes sobre a frequência com que eles quebraram quando estavam em uma missão.

As tropas do Reino Unido no Afeganistão contribuem para uma missão internacional anti-terrorista. O Afeganistão tem sido atormentado por instabilidade e ameaças à segurança há anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas