Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Anac emite certificação para cargueiro de uso militar KC-390

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou hoje (19) que emitiu a certificação do avião KC-390. A emissão do certificado, emitido pela ANAC, permite que a aeronave possa ser comercializada e operada em todo o território brasileiro.



Por Luciano Nascimento | Agência Brasil | Poder Aéreo

O avião cargueiro de transporte tático militar é o maior já fabricado no país. A produção da aeronave está sendo feita em Gavião Peixoto (SP).


Embraer KC-390

O KC-390 pode transportar até 23 toneladas e será usado pela Força Aérea Brasileira (FAB) para substituir os veteranos Hércules C-130 no transporte de tropas e cargas.

No dia 9, a Embraer realizou o voo inaugural da aeronave de produção. Além do transporte de cargas e tropas, o KC-390 pode ser usado para transporte de paraquedistas, para o abastecimento de outras aeronaves no ar, missões de busca e salvamento com equipamentos especiais, combate a incêndios florestais e até voos para a Antártida.

Cada unidade da aeronave é avaliada em U$ 85 milhões. A expectativa é que a FAB comece a receber os primeiros cargueiros até junho de 2019, seis meses depois do que havia sido planejado originalmente. A encomenda total é de 28 aeronaves. A Embraer também está negociando a venda do cargueiro para Portugal, Chile, Argentina, Colômbia e República Tcheca.

A certificação é emitida pela agência quando o projeto de aeronave demonstra ter cumprido todos os requisitos operacionais e de segurança e de proteção ambiental obrigatórios para a operação. “O programa de certificação deste modelo teve duração de sete anos de trabalho, com a verificação de mais 2,5 mil requisitos, e envolveu a participação de cerca de 200 profissionais credenciados pela Anac, além de engenheiros e técnicos da Agência”, disse a agência.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas