Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Ataques atingem região próxima às tropas americanas na Síria, diz Teerã

Anteriormente nesta semana, o Irã lançou sete drones e seis mísseis balísticos de precisão contra diversos alvos terroristas na Síria, mais precisamente, na região de Abu Kamal.


Sputnik

O ataque teria sido uma retaliação pelo ataque ocorrido em 22 de setembro na cidade de Ahvaz e que deixou 25 pessoas mortas.

Lançamento de mísseis iranianos desde a cidade Kermanshah contra terroristas na margem leste do rio Eufrates na Síria, 1º de outubro de 2018
Lançamento de mísseis iranianos contra terroristas na Síria © AP Photo / Sepahnews

Segundo o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani, o ataque contra os militantes na Síria atingiu um alvo pouco distante das tropas americanas, enfatizando ele à agência de notícias Tasnim que "[…] nossas forças aeroespaciais enviaram a vocês [americanos] um importante sinal quando eles dispararam mísseis contra instalações a 5 km de vocês [americanos]". Além disso, ele questionou o porquê da presença das tropas americanas que estavam posicionadas a 5 km dos militantes do Daesh.

Já o comandante do Exército do Irã, major-general Abdolrahim Moussavi, disse à agência de notícias Fars que o Irã "[…] atacará de maneira mais intensa e dura em resposta a qualquer ataque efetuado pelos inimigos" e que o país pode atacar a qualquer momento e em qualquer lugar.

Recentemente foi efetuado um ataque terrorista durante uma parada militar em Ahvaz. Na ocasião os militantes abriram fogo, matando ao menos 25 pessoas e ferindo outras 60. Três dos atacantes foram mortos no local pelas forças de segurança iranianas, já um quarto morreu mais tarde de ferimentos.

Na sequência dos ataques, o general do Exército do Irã ainda declarou que "Teerã fará seus inimigos lamentarem suas ações".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas