Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Autoridades iranianas e alemãs enfatizam a execução do JCPOA

Autoridades iranianas e alemãs na quarta-feira sublinharam a implementação do Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA).


Pars Today

O vice-ministro das Relações Exteriores do Irã para Assuntos Políticos, Seyyed Abbas Araqchi, e o secretário estadual do Ministério das Relações Exteriores, Linder Tese, exploraram as vias para impedir o efeito das sanções ilegais dos Estados Unidos.

Autoridades iranianas e alemãs enfatizam a execução do JCPOA
Bandeiras do Irã e da Alemanha

Araqchi e Linder Tese salientaram a execução imediata do pacote de propostas da Europa, em particular os canais financeiros após a retirada dos EUA do acordo nuclear e a reimposição de suas sanções.

Os dois lados também concordaram em desenvolver sua cooperação bilateral.

Durante a reunião, Araqchi expressou forte protesto do Irã ao governo alemão pela extradição do diplomata iraniano Assadollah Assadi para a Bélgica.

Ele ressaltou que o Irã iria perseguir o caso através de canais diplomáticos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas