Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Aviação de Israel ataca Faixa de Gaza após disparos de foguetes

Foguete disparado de Gaza atingiu casa, mas não houve feridos. Um palestino morreu nos ataques israelenses, segundo o ministério da Saúde de Gaza.


France Presse

A aviação de Israel atacou na manhã desta quarta-feira (17) alvos na Faixa de Gaza, em resposta a disparos de foguetes do enclave palestino contra o território israelense, informou o Exército hebreu. Um palestino morreu nos ataques, informou o ministério da Saúde de Gaza.

Imagem retirada de vídeo, polícia inspeciona estragos em casa do sul de Israel que foi atingida por foguete disparado da Faixa de Gaza nesta quarta-feira (17) — Foto: KAN via AP
Imagem retirada de vídeo, polícia inspeciona estragos em casa do sul de Israel que foi atingida por foguete disparado da Faixa de Gaza nesta quarta-feira (17) — Foto: KAN via AP

"Aviões de combate israelenses iniciaram um ataque a posições terroristas na Faixa de Gaza", informou o Exército pouco tempo depois de um foguete cair em Israel.

O foguete atingiu o jardim de uma casa ocupada por uma família com três filhos e não deixou feridos, mas as pessoas ficaram em choque e receberam atendimento médico, informou a imprensa local.

Outro foguete disparado da Faixa de Gaza seguiu em direção ao mar, segundo o Exército.

"Às 4h desta manhã, os israelenses da cidade de Beer-Sheva correram para os abrigos após o disparo de um foguete da Faixa de Gaza contra Israel", informou o Exército antes da retaliação. "Defenderemos a população civil israelense", acrescentou o Exército, antecipando que haveria resposta.

"O Hamas é totalmente responsável por este ataque", disse o porta-voz militar israelense, o tenente-coronel Jonathan Conricus. Mas o movimento islâmico que controla o território condenou os lançamentos de foguetes contra Israel. Em um comunicado conjunto com seus aliados, o Hamas afirma que rejeita "todas as tentativas irresponsáveis" de enfraquecer uma mediação egípcia para uma trégua de longa duração, incluindo os disparos registrados durante a noite.

Os aviões israelenses apontaram contra 20 alvos militares na Faixa de Gaza.

Trata-se de um dos primeiros ataques com foguetes realizados em várias semanas a partir do enclave palestino contra Israel. Até o momento não foi determinado quem disparou os foguetes a partir da Faixa de Gaza.

Os disparos e a retaliação ocorrem em um momento de tensão e provoca temor de um novo conflito entre Israel e os grupos armados palestinos, incluindo o Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

Israel e Hamas protagonizaram três guerras desde 2008 e mantêm um cessar-fogo relativo desde o conflito de 2014.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas