Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Avião de reconhecimento dos EUA foi detectado sobrevoando base russa na Síria

Avião da Força Aérea dos EUA com prefixo 64-14848 decolou às 04h00 (pelo horário de Brasília) da base aérea da baía de Suda, localizada na ilha de Creta.


Sputnik

Segundo o portal Russkoe Oruzhie, os dados foram registrados pelo serviço de monitoramento de recursos de aviação ocidentais.

RC-135 (imagem referencial)
Boeing RC-135 © flickr.com/ Lance Cheung

O avião Boeing RC-135V realizou aproximadamente dez sobrevoos ao longo da costa síria e se aproximou da base aérea de Hmeymim a uma distância de 60 km. Vale ressaltar que o avião é um dos aviões estratégicos da Força Aérea dos EUA destinado à vigilância eletrônica, sendo equipado com aparelhos sofisticados para interceptação de comunicações e detecção de sinais eletrônicos, além de ser utilizado no combate contra outras aeronaves e defesas antiaéreas.

Em relação à missão em torno da base russa, não é possível ter dúvidas sobre o real motivo da missão. Ela estaria relacionada com a entrega dos sistemas russos S-300, que tem sido uma grande preocupação do Pentágono.

Comentários

Postagens mais visitadas