Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Avião espião britânico teria sido detectado perto da Síria em meio à entrega de S-300

Um avião de reconhecimento britânico realizou um voo sobre os territórios de Israel e Jordânia, perto da fronteira síria, conforme indicam vários serviços de monitoramento de voos.


Sputnik

O avião da Força Real Aérea Boeing RC-135W Rivet Joint decolou da base aérea de Souda Bay, na ilha grega de Creta, sobrevoou os territórios perto da fronteira do sul da Síria e voltou ao aeródromo.


Resultado de imagem para raf Boeing RC-135W Rivet Joint
Boeing RC-135W Rivet Joint da RAF | Reprodução

Não foi a primeira vez que a aviação britânica sobrevoou esta região ao longo da semana. Em 16 de outubro, uma aeronave do mesmo tipo junto com um avião de vigilância aérea e terrestre Sentinel R.1, seguiu uma rota parecida.

Os aviões Boeing RC-135W Rivet Joint são destinados a detectar atividades de radares com o fim de localizar os sistemas de defesa antiaérea inimigos.

As informações sobre voos de reconhecimento surgem duas semanas depois de a Rússia ter entregado à Síria sistemas de defesa antiaérea S-300.

Tal medida foi tomada após a derrubada acidental de um avião militar russo pela defesa antiaérea síria. A aeronave russa teria sido usada como escudo pela Força Aérea de Israel e provocou a morte de 15 militares que estavam a bordo.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas