Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Avião estadunidense realiza vigilância perto da fronteira ocidental da Rússia

Um avião estratégico Boeing RC-135U da Força Aérea dos EUA realizou uma operação de vigilância perto do litoral da região de Murmansk, segundo o portal PlaneRadar.


Sputnik

Segundo os dados do portal, o avião registrado com o número 64-14849 e prefixo LUIGI16 decolou da base aérea de Mildenhall no Reino Unido e sobrevoou águas internacionais do mar de Barents perto da fronteira marítima russa durante quatro horas.


Imagem relacionada
Boeing RC-135U da USAF

Em 19 de outubro, o mesmo avião de vigilância foi detectado enquanto realizava sobrevoos junto à fronteira russa, no espaço aéreo da Lituânia, e sobrevoando também a Estônia e Letônia.

Nos últimos tempos a atividade dos aviões de reconhecimento ocidentais perto das fronteiras russas tem aumentado significativamente. O Ministério da Defesa da Rússia pediu retiradamente a Washington para evitar operações desse tipo ao longo das fronteiras russas, porém, o Pentágono continua recusando o pedido russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas