Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Blindagem de grafeno no helicóptero de ataque chinês Z-10

O helicóptero de ataque chinês CAIC Z-10 agora está equipado com uma blindagem extra envolvendo grafeno, um material que é forte e leve, disse um especialista militar chinês no dia 10 de outubro, depois que a emissora estatal chinesa apresentou o helicóptero.


Poder Aéreo

O vídeo divulgado pela Televisão Central da China na semana passada mostrou o Z-10 em um campo de pouso. Módulos adicionais de blindagem podiam ser vistos na lateral do helicóptero perto do cockpit.

Z-10ME
CAIC Z-10ME

Helicópteros chineses, incluindo o Z-10, não têm blindagens extras porque seus motores só poderiam levantar um certo peso, disse Wei Dongxu, analista militar de Pequim, ao Global Times na quarta-feira, observando que a escolha foi feita para que o Z-10 possa transportar uma carga útil suficiente.

A blindagem extra mostrada na transmissão é provavelmente feita de grafeno, que é forte e leve, e resolveria o problema de peso, disse Wei.

Pesquisadores chineses do Instituto de Materiais Aeronáuticos de Pequim desenvolveram materiais de grafeno que podem ser usados ​​para a fabricação de blindagens e coletes à prova de bala, relatou o chinanews.com em 2016.



Ele disse que o grafeno é cerca de 200 vezes mais forte que o aço, pode esticar 20% a mais e pesa apenas 0,77 grama por metro quadrado.

Helicópteros de ataque como o Z-10 geralmente voam baixo para atacar alvos terrestres, tornando-os vulneráveis ​​a fogo antiaéreo, disse Wei.

A blindagem extra pode efetivamente proteger peças-chave do helicóptero, como o cockpit e o tanque de combustível, de serem diretamente atingidas, aumentando assim a chance de sobrevivência da aeronave, disse ele.



Wei disse que espera que a blindagem baseada em grafeno seja produzida em massa e também usada em outras aeronaves, notando sua alta eficiência e baixo custo.

O Z-10ME, uma versão modificada para exportação do Z-10, está pronto para negócios, disseram analistas militares chineses.

FONTE: Global Times

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas