Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Bombardeiro estratégico B-2 dos EUA faz pouso de emergência

Uma série de problemas com os aviões militares furtivos estadunidenses teve um novo episódio: um B-2 Spirit, bombardeiro estratégico e o avião militar mais caro do mundo, fez um pouso de emergência no estado do Colorado.


Sputnik

Após a primeira catástrofe de um caça F-35B, que levou à suspensão dos voos desses aviões, e o pouso de emergência de um F-22, o pouso de emergência do B-2 "finalizou" a lista dos aviões dos EUA que sofreram um problema técnico durante os últimos 30 dias.

O bombardeiro B-2 Stealth que fez um pouso de emergência no aeroporto de Colorado Springs durante a noite ainda está estacionado no aeroporto. Estava voando de volta para sua base no Whiteman AFB quando solicitou a aterrissagem na Peterson AFB

Segundo as autoridades, o pouso foi bem-sucedido e os dois pilotos saíram ilesos:

"Nossos pilotos são extremamente qualificados e treinados para responder a uma variedade de situações de emergência que podem ocorrer em um dos aviões mais avançados do mundo. Mostraram isso perfeitamente", afirmou o general de brigada John J. Nichols, citado pelo portal Military.

Durante o voo, o avião não transportava armas. A causa do pouso de emergência ainda está sob investigação.

A mídia também informou que não é o primeiro problema que surge com um bombardeiro estratégico, e lembra a decisão de suspender os voos dos bombardeiros B-1B Lancer em junho devido a preocupações geradas por seu sistema de ejeção dos pilotos.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas