Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Chefe de Inteligência do Egito vai se reunir com a liderança do Hamas

O chefe da inteligência egípcia, Abbas Kamel, fará uma visita à Faixa de Gaza na quinta-feira, onde se encontrará com a liderança do movimento Hamas para discutir a reconciliação israelo-palestina, disse uma fonte à Sputnik.


Sputnik

"Uma delegação do serviço de inteligência egípcio encabeçada pelo chefe do serviço de inteligência, brigadeiro-general Abbas Kamel, visitará a Faixa de Gaza na quinta-feira para se reunir com a liderança do movimento Hamas", disse a fonte, acrescentando que os lados discutirão o acordo de reconciliação com os israelenses.


Um soldado egípcio vigia a fronteira de Rafah, entre o sul da Faixa de Gaza e o Egito.
Fronteira de Rafah, entre o sul da Faixa de Gaza e o Egito © REUTERS / Ibraheem Abu Mustafa/Files

A fonte observou que a delegação também deveria visitar Israel, mas não especificou os objetivos da visita.

As tensões de longa data entre Israel e a Palestina aumentaram no final de março, quando os palestinos realizaram manifestações de protesto na fronteira de Gaza, controlada pelo Hamas desde 2007. Os tumultos nas fronteiras foram acompanhados pelo lançamento de balões incendiários e pipas queimadas com o objetivo de provocar incêndios em Israel.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ameaçou o Hamas com "golpes muito poderosos" se os ataques da Faixa de Gaza e a violência na fronteira continuarem.

Na sexta-feira, pelo menos sete palestinos foram mortos em confrontos com tropas israelenses perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Os militares israelenses disseram que as tropas abriram fogo contra um grupo de militantes palestinos, que se aproximaram de um posto do exército e detonaram uma bomba.

O Egito tem trabalhado em conjunto com as Nações Unidas para aliviar as tensões entre os lados.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas