Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Comando Conjunto apura denúncia de agressão de militares contra homens presos em operação no Rio de Janeiro

Oito homens teriam sofrido agressões após serem detidos durante operação no Complexo da Penha. Eles teriam sido levados para uma “sala vermelha” e sofrido golpes com pedaços de madeira.


Por G1 Rio

O Comando Conjunto da Forças Armadas instaurou nesta segunda-feira (29) um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a denúncia de que militares do Exército teriam torturado presos. De acordo com reportagem do jornal Extra na última sexta-feira (26), oito homens sofreram as agressões após serem detidos durante uma operação.

Resultado de imagem para Comando Conjunto da Forças Armadas

O objetivo do inquérito é apurar se houve “supostos excessos e abusos contra perturbadores da ordem pública”. Os oito suspeitos foram detidos com armas e drogas no Complexo da Penha, Zona Norte do Rio.

Alguns deles teriam sido levados para uma “sala vermelha” e teriam sofrido golpes com pedaços de madeira e levado chicotadas com fios elétricos. Os episódios teriam acontecido na 1ª Divisão de Exército, na Vila Militar.

Os sete detidos foram levados para cadeias públicas e um deles foi apresentado na Vara da Infância e Juventude por ser menor de idade. Ainda de acordo com o Comando Conjunto, o prazo para a conclusão do IPM é de 40 dias, podendo ser prorrogado por mais 20 dias.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas