Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Comitiva conhece linhas de montagem do KC-390 e A-29 na Embraer

A visita foi realizada por embaixadores, adidos e integrantes do Ministério das Relações Exteriores


Poder Aéreo

Uma comitiva, composta por 86 embaixadores, adidos estrangeiros e integrantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE), visitou, nesta quinta-feira (04), a Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A (Embraer), localizada em Gavião Peixoto (SP). O objetivo foi conhecer as linhas de montagem das aeronaves A-29 e KC-390. As autoridades foram acompanhadas pelo Chefe da Assessoria Parlamentar e de Relações Institucionais do Comandante da Aeronáutica (ASPAER), Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, e pelo Chefe da Segunda Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Brigadeiro do Ar Fernando César da Costa e Silva Braga.


“Eles puderam conhecer o nível da nossa indústria aeronáutica, uma grande oportunidade para fomentarmos a nossa Base Industrial de Defesa, pois eles são formadores de opinião e poderão divulgar o que viram”, constatou o Brigadeiro Braga.

Uma das autoridades que participaram da visita foi o Embaixador da Indonésia, Toto Ryanto. “A aeronave A-29 Super Tucano, produzida pela Embraer, é utilizada pela Força Aérea da Indonésia. Essa é uma forma de aprendermos mais sobre a Força Aérea Brasileira”, ressaltou.

O Embaixador do Peru, Vicente Rojas Escalandre, destacou a relação com o Brasil.

“Há quase dois anos, a FAB se fez presente no norte do Peru, ajudando as vítimas da enchente nas cidades afetadas pela chuva. Nós temos uma relação muito especial e essa é uma oportunidade para conhecermos os avanços do Brasil, na tecnologia aérea, então temos muito interesse”, enfatizou.

Já a Encarregada de Negócios da Embaixada da República da Polônia, Marta Olkowska, disse que a visita ampliou a visão a respeito do Brasil. “Foi muito gratificante e interessante ver o KC-390 e vamos, com nosso Adido de Defesa, informar devidamente ao nosso Ministério e, num futuro próximo, organizar uma visita das autoridades polonesas para poderem ver de perto essa aeronave”, informou.

Ao total, participaram da visita representantes de 45 países de várias regiões do mundo. “São países potenciais compradores de todos os produtos, seja da aviação civil ou militar, então, foi uma oportunidade importantíssima para que adidos, embaixadores e representantes de governos estrangeiros conhecessem de perto o que há de melhor na indústria aeronáutica brasileira já que os produtos oferecidos pela Embraer têm uma grande demanda nesses países e é importante que eles levem para os seus países a imagem de qualidade, de competência técnica e de capacidade operacional que eles viram”, concluiu o Chefe do Departamento de Defesa e Segurança do Itamaraty, Embaixador Alessandro Candeias.

FONTE/FOTO: CECOMSAER/Embraer

Postar um comentário

Postagens mais visitadas