Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Consub será a responsável pela tecnologia que fará o controle dos sensores e armamentos das futuras Corvetas, caso o consórcio Damen-Saab Tamandaré seja o vencedor

Essa semana a Marinha do Brasil divulgou as empresas finalistas na concorrência internacional para a compra de quatro navios militares de alta complexidade tecnológica - as Corvetas da Classe "Tamandaré" - e a Consub – Soluções em Tecnologia é uma das finalistas por meio do consórcio Damen-Saab Tamandaré.


DefesaNet

Também fazem parte desse consórcio selecionado para seguir no processo, as empresas brasileiras Wilson Sons Estaleiros, operadora integrada de logística portuária e marítima do mercado nacional, que construirá o navio em seu estaleiro no Guarujá (SP); e a Akaer, especializada em mercados aeroespacial e de defesa que fornecerá outros sistemas de combate.


Parceira da Marinha há mais de 20 anos e referência no desenvolvimento de soluções em tecnologia para sistemas navais no Brasil, a Consub é a única empresa brasileira que produziu, instalou e testou o Sistema de Comando e Controle Tático e de Armas, SICONTA, em operação vigente nos navios da esquadra brasileira.

No atual projeto das Corvetas, a Consub é a responsável pela absorção da tecnologia que permitirá o controle dos sensores e armamentos das futuras Corvetas, caso o consórcio seja o vencedor do certame”.

Consub é Empresa Estratégica de Defesa certificada pelo Ministério da Defesa

Especialista em Sistemas de Defesa e Segurança, referência no desenvolvimento de soluções em tecnologia e integração de sistemas navais no Brasil, a Consub, hoje, é classificada como Empresa Estratégica de Defesa (EED), pelo Ministério da Defesa brasileiro.

Essa certificação faz parte da Estratégia Nacional de Defesa do Brasil, que visa a modernização e o fortalecimento das Forças Armadas Brasileiras, ou seja, a segurança do país. Para obter o título, as empresas de iniciativa privada, como a Consub, passaram por avaliações criteriosas e comprovaram dispor de conhecimento de tecnologias essenciais para a manutenção da soberania nacional.

Entre os principais requisitos está: ser 100% brasileira; investir em atividades de pesquisa; e compartilhar com as Forças Armadas os direitos de propriedade intelectual e industrial de seus produtos. A Consub tem quase 40 anos de atuação e há 20, produz os Sistemas de Controle Tático e de Armas dos navios de superfície. Possui conhecimento avançado em soluções de controle de billing, controle de ID, logística, segurança, rastreamento e tecnologia ampliada.

A empresa foi responsável pelo desenvolvimento, instalação, integração e testes de Sistemas de Comando e Controle de Armas, tecnologicamente avançados, para seis Fragatas da Marinha Brasileira e pelo desenvolvimento de uma nova geração do referido Sistema para os ainda inacabados Navios Patrulha de 500 toneladas. Também protagonizou a criação de Laboratórios de Manutenção de Software e o Centro de Treinamento para os operadores dessas Fragatas.

Ao longo dos últimos 20 anos, a Consub protagonizou os Sistemas de Comando e Controle Tático e de Armas (SICONTA), hoje instalados nos principais navios de guerra brasileiros, além de ter fornecido laboratórios de manutenção e diversos produtos correlatos.

A companhia se destaca ainda pelo desenvolvimento de soluções de HW e SW, na concepção de sistemas militares, no planejamento e na instalação de equipamentos e sistemas em múltiplas plataformas (setting to work) e na condução de integrações e testes, no planejamento e implementação de suporte logístico integrado, incluindo documentação completa, treinamento e manutenção.

Desde 2017, a Consub é parte do Grupo ATP, que conta com 25 anos de experiência e controla empresas de energia, infraestrutura, engenharia, arquitetura e imobiliária.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas