Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Cruzador russo treina destruição de mísseis no Mediterrâneo

A tripulação do cruzador russo Marshal Ustinov participou de manobras táticas no mar Mediterrâneo, tendo treinado a destruição de mísseis de cruzeiro de um inimigo virtual.


Sputnik

As informações foram divulgadas pelo chefe interino da assessoria de imprensa da Frota do Norte russo, capitão Andrei Luzik.


O cruzador de mísseis Marshal Ustinov participando das manobras da Frota do Norte da Federação da Rússia
Cruzador russo Marechal Ustinov © Sputnik / Pavel Lvov

"A tripulação do cruzador de mísseis Marshal Ustinov da Frota do Norte, que efetua missões de navegação longínqua no mar Mediterrâneo, realizou um treinamento de defesa antimíssil do navio", comunicou.

No decurso das manobras, a tripulação treinou a aquisição de alvos aéreos do "inimigo", verificou a sua classificação e testou o uso de armas de artilharia e meios de guerra eletrônica do navio com vista à destruição de mísseis de cruzeiro lançados de navios.

A navegação longínqua do cruzador russo foi iniciada em 5 de julho, quando o navio partiu da sua base na cidade portuária russa de Severomorsk. Desde então, o Marshal Ustinov participou como navio-almirante no desfile naval perto da cidade russa de Kronstadt (golfo da Finlândia), tomou parte das manobras da Marinha da Rússia nos mares Báltico e Mediterrâneo e também fez uma visita oficial ao porto da capital da Argélia. Até agora, o navio já percorreu 15.000 milhas náuticas, ou seja, quase 28.000 quilômetros.

O Marshal Ustinov, cruzador de mísseis do projeto 1164 Atlant (classe Slava), foi lançado em 1982 e comissionado na Frota do Norte Soviética em 1986.

Os cruzadores da classe Slava são navios de ataque de superfície com capacidades antiaérea e antissubmarino. São armados com dezesseis mísseis antinavio supersônicos SS-N-12 Sandbox.

A Marinha da Rússia possui três cruzadores deste tipo: Moskva — da Frota do Mar Negro, Varyag — da Frota do Pacífico, e Marshal Ustinov — da Frota do Norte.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas