Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Defesa russa divulga VÍDEO de radicais do Daesh roubando 2 barris de cloro na Síria

O Ministério da Defesa russo publicou uma gravação que mostra terroristas transportando dois barris de cloro para o sul da província síria de Aleppo.


Sputnik

Segundo comunicou o Centro Russo de Reconciliação na Síria, os terroristas do Daesh lançaram um ataque contra o grupo jihadista Tahrir al-Sham (ex-Frente Al-Nusra) — ambas as organizações terroristas são proibidas em vários países, incluindo na Rússia.


Resultado de imagem para Defesa russa divulga VÍDEO de radicais do Daesh roubando 2 barris de cloro na Síria
Terroristas roubam barris de cloro na Síria | Reprodução


Em resultado do ataque, que ocorreu em 9 de outubro na zona de Al-Latamina, "dois membros dos Capacetes Brancos e quatro combatentes morreram", diz o comunicado da entidade russa.

Além disso, destaca-se que os combatentes do Daesh conseguiram capturar dois barris de cloro na sede de comando do Tahrir al-Sham que, em seguida, foram transportados para o sul da província de Aleppo e entregues ao grupo terrorista Haras Al-Din, afiliado ao Daesh.

No vídeo, divulgado pela Defesa russa, é possível ver um trator amarelo em funcionamento. Junto com o vídeo, são publicadas fotos de um caminhão com os barris.

Entretanto, o Centro Russo de Reconciliação na Síria destacou que os países ocidentais, que planejavam provocações contra as tropas governamentais sírias com a ajuda dos combatentes, não levaram em consideração a situação complicada que atualmente se observa na zona desmilitarizada de Idlib.

"Em resultado de tais ações irresponsáveis, as substâncias tóxicas foram parar nas mãos dos terroristas do Daesh, cujos passos seguintes são difíceis de predizer."

Idlib é o último grande reduto de militantes na Síria. Em 17 de setembro, o presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, decidiram criar até 15 de outubro uma zona desmilitarizada na cidade ao longo da linha de contato entre a oposição armada e as forças do governo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas