Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Dia do aviador e da Força Aérea é comemorado em Brasília

Após dezenas de tentativas, em 23 de outubro de 1906, o êxito de percorrer 60 metros em sete segundos fez com que o voo a dois metros do solo entrasse para a história. A Comissão Oficial de Aeroclube da França e os mais de mil espectadores presenciaram, naquele dia, o 14 Bis, o “mais pesado que o ar”, comandado pelo brasileiro Alberto Santos Dumont, no Campo de Bagatelle, em Paris.


Júlia Santos | DefesaNet

Há 112 anos o “impossível” aconteceu e o fato que mudou a história da aviação é exaltado pela Força Aérea Brasileira (FAB) com a comemoração do dia do Aviador e da Força.

Foto: Tereza Sobreira / MD

Na manhã da terça-feira (23), a cerimônia alusiva à data magna, reuniu civis e militares na Ala 1 (Base Aérea) em Brasília. Na ocasião, o comandante da aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, destacou a coragem de Santos Dumont em enfrentar, não só os perigos de uma dimensão ainda muito pouco conhecida, mas também a bravura de defrontar a ordem natural. “Enquanto muitos julgavam impossível, ele simplesmente o fez. Dedicação e coragem foram as virtudes que levaram o "Pai da Aviação" à sua descoberta, porém, a simplicidade é a virtude que fez dele o grande homem que ele é”, exaltou.

O brigadeiro Nivaldo Rossato também ressaltou que o legado deixado por Santos Dumont fez surgir profissionais que amam o estudo, a persistência e a disciplina. Homens e mulheres que passam por longos e árduos treinamentos para garantir o voo seguro e preciso. Segundo ele, a profissão de aviador é a convicção de que o produto do seu esforço é muito maior do que ele próprio. “Suas asas levam a segurança e a defesa da Nação, levam o alívio do resgate e conduzem o suprimento para abastecer as mais diversas necessidades”, apontou.

O presidente da República, Michel Temer, esteve presente na solenidade e, em suas palavras, ressaltou que “cada um dos integrantes da FAB leva adiante essa tradição que tanto orgulha aos brasileiros” e que a tradição é “inspirada na coragem, na abnegação, na tenacidade dos que pelejaram pela causa da liberdade”.

KC-390

Entre as apresentações que a solenidade trouxe, uma das mais esperadas foi a nova aeronave multimissão de transporte da FAB, o KC-390, com capacidade para transportar 23 toneladas de carga, inclusive veículos de médio e grande porte.

O avião, que é o maior produzido na América Latina, fez sobrevoos e pousou no pátio em que ocorreu a comemoração, surpreendendo o público presente.

Na última sexta-feira (19), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu a Certificação de Tipo da aeronave Embraer modelo EMB390KC, que permite que a aeronave possa ser comercializada e operada em todo o território brasileiro.

“É um salto para o Brasil e para o mundo. Ela vem ocupar o espaço que era antes do Hércules. É a primeira que está sendo entregue e ainda há proposta da entrega de duas para esse ano. Os países que têm interesse, podem comprar a aeronave. Essa aeronave tem uma economia muito maior e performance superior”, destacou o ministro de Defesa, Joaquim Silva e Luna.

O cargueiro da FAB é o único da categoria que conta com o sistema de comando de voo eletrônico fly-by-wire que, além de dar maior eficiência para pilotagem, também proporciona uma integração com as demais missões. Um exemplo é o lançamento de carga. O uso dos controles eletrônicos vai mensurar o comportamento do avião durante o voo, que responde a essa dinâmica e repassa as informações ao piloto. Outras 28 unidades foram encomendadas e a entrega está prevista para 2019.

Além do KC-390, a solenidade do Dia do Aviador e da Força Aérea também teve as apresentações de caças e da esquadrilha da fumaça.

Condecoração

É tradição nesta cerimônia fazer a imposição da Ordem do Mérito Aeronáutico (OMA). A condecoração é destinada aos militares da Aeronáutica que tenham prestado notáveis serviços ao país ou tenham se destacado no exercício da profissão. Visa, ainda, reconhecer serviços prestados à Aeronáutica por personalidades civis e militares e por Organizações Militares e instituições civis, brasileiras ou estrangeiras.

“Para mim foi uma honra extrema receber essa condecoração, pelo reconhecimento pelo trabalho que tenho feito. Como cidadão, é extremamente importante que esses reconhecimentos aconteçam. Nós temos que agraciar essas pessoas para valorizar o que todo mundo tem feito e trazer os benefícios para o país”, destacou o superintendente de ação fiscal da Anac, Cláudio Beschizza Ianelli, condecorado com a medalha Cavaleiro.

A distinção pode ser concedida em cinco graus: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro.

No Dia do Aviador, o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro-do-ar Nivaldo Rossato, disse hoje (23) que, em uma época na qual “nem sempre o correto e o justo é exaltado” -- e que os privilégios têm sido colocados acima do interesse coletivo -- a Aeronáutica mantém como critério a valorização de “méritos fundamentados em ideais de profissionalismo, honestidade, honra e justiça”.

O brigadeiro destacou a importância de preservar as virtudes e valores, assim como a coragem de mudar. “Estou convicto de que, quando depositamos nossa confiança em pessoas com esses valores e com a coragem para mudar o que precisa ser mudado, teremos como resultado certo uma Força Aérea e um Brasil cada vez mais forte.”

Ao discursar na cerimônia, o presidente Michel Temer ressaltou a contribuição da Força Aérea Brasileira (FAB) para o combate ao totalitarismo durante a Segunda Guerra Mundial e sua atuação na integração nacional e para a ciência e tecnologia brasileira.

“São esses atributos que estão a serviço da defesa da Pátria, da salvaguarda de nossa soberania, missão precípua de nossas Forças Armadas. E que estão a serviço, também, da integração do território nacional, de nosso desenvolvimento científico e tecnológico, do bem-estar de tantos compatriotas Brasil afora”, afirmou Temer.

Ausência

Os discursos ocorreram durante cerimônia na Base Aérea em que foram condecorados com a Ordem do Mérito Aeronáutico civis e militares que se destacam pelo serviço prestado à patria. Na relação de condecorados, estava o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Nos últimos dias, o parlamentar foi alvo de críticas, embora tenha se desculpado, por ter sugerido que bastam um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF). Eduardo Bolsonaro não compareceu à cerimônia e, segundo a assessoria da FAB, não apresentou justificativa.

Em meio às atividades comemorativas, foi apresentada ao presidente Michel Temer, que participou do evento, a aeronave KC-390, o maior avião cargueiro já produzido no Brasil.

O KC-390 foi fruto de uma parceria da FAB com a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer). Recentemente, a aeronave recebeu a chamada certificação de tipo, o que a credencia a ser comercializada.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas