Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Entregas de caças F-35A para a Turquia continuam

Em 1º de outubro, o vice-almirante Mat Winter, diretor executivo do programa F-35, anunciou que os EUA entregarão mais dois F-35 à Turquia em março de 2019.


Poder Aéreo

O site americano Breaking Defense informou que Winter disse que não há mudança no status da Turquia como um parceiro do F-35 comprometido em comprar 100 aeronaves.

F-35A da Turquia
F-35A da Turquia

“Eles pagam todas as suas responsabilidades de compartilhamento de custos no prazo. Sua base industrial fornece múltiplas peças em todos os F-35 e continua a fornecer participação industrial de qualidade para nós”, disse o almirante.

“Não vejo qualquer indicação neste momento de qualquer alteração na entrega dos seus 100 jatos.”

É claro que o Departamento de Estado e a Casa Branca acabam controlando a venda de armas para países estrangeiros, com o Congresso possuindo o poder de aprovar leis que proíbam as vendas externas.

Se a venda do F-35 para a Turquia for interrompida, isso marcaria uma enorme mudança na política dos EUA e poderia dar início do fim da filiação de Istambul à OTAN.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas