Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

EUA e Japão iniciam exercício militar conjunto para testar prontidão de combate

As Forças Armadas dos EUA e do Japão começaram um grande exercício militar para testar e melhorar a capacidade de trabalho em conjunto e a prontidão de combate, informou o Serviço de Notícias Navais (NNS, na sigla em inglês) em comunicado à imprensa.


Sputnik

"Unidades do Exército dos EUA e as Forças de Autodefesa do Japão iniciaram o exercício Keen Sword [Espada Afiada, em português] em instalações militares por todo o Japão e em águas nas proximidades em 29 de outubro", disse o comunicado na segunda-feira (29).

Navio de assalto anfíbio USS Wasp da Marinha dos EUA
CC BY 2.0 / Official U.S. Navy Page / USS Wasp departs Naval Station Norfolk

Segundo o comunicado, o exercício bienal foi criado para aumentar a prontidão de combate e a interoperabilidade das forças norte-americanas e japonesas.

Os treinamentos proporcionarão aos dois países a oportunidade de praticar as principais operações aéreas, marítimas e anfíbias essenciais para a segurança regional.

Aproximadamente 10 mil militares em conjunto participarão dos exercícios.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas