Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

EUA e Japão iniciam exercício militar conjunto para testar prontidão de combate

As Forças Armadas dos EUA e do Japão começaram um grande exercício militar para testar e melhorar a capacidade de trabalho em conjunto e a prontidão de combate, informou o Serviço de Notícias Navais (NNS, na sigla em inglês) em comunicado à imprensa.


Sputnik

"Unidades do Exército dos EUA e as Forças de Autodefesa do Japão iniciaram o exercício Keen Sword [Espada Afiada, em português] em instalações militares por todo o Japão e em águas nas proximidades em 29 de outubro", disse o comunicado na segunda-feira (29).

Navio de assalto anfíbio USS Wasp da Marinha dos EUA
CC BY 2.0 / Official U.S. Navy Page / USS Wasp departs Naval Station Norfolk

Segundo o comunicado, o exercício bienal foi criado para aumentar a prontidão de combate e a interoperabilidade das forças norte-americanas e japonesas.

Os treinamentos proporcionarão aos dois países a oportunidade de praticar as principais operações aéreas, marítimas e anfíbias essenciais para a segurança regional.

Aproximadamente 10 mil militares em conjunto participarão dos exercícios.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas