Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

EUA preveem enviar mais de 5 mil militares para fronteira sul, diz imprensa

O governo dos Estados Unidos deve enviar até 5 mil militares adicionais à fronteira com o México para responder à chegada da caravana de milhares de imigrantes que partiu de Honduras, informaram nesta segunda-feira veículos de imprensa americanos.


EFE

Washington - De acordo com fontes oficiais citadas pelos jornais americanos, o Departamento de Defesa permitirá o envio dessas tropas para fazer frente à caravana de 7 mil imigrantes, a maioria deles procedentes de Honduras, que se encontra no México e avança para o norte com a intenção de chegar ao território americano.


EFE/María de la Luz Ascencio
EFE/María de la Luz Ascencio

A informação revelada hoje pela imprensa chega depois que o Departamento de Defesa anunciou na última sexta-feira que autorizava o Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês) a ampliar a "assistência" militar na região, sem oferecer mais detalhes.

O presidente dos EUA, Donald Trump, advertiu hoje no Twitter que as forças armadas aguardam a chegada da caravana.

"Isso é uma invasão de nosso país e nossas Forças Armadas estão esperando!", tuitou Trump, que insistiu que "muitos criminosos e algumas pessoas muito más" estão entre os imigrantes.

"Por favor, deem meia-volta, não serão admitidos nos EUA a menos que sigam o processo legal", ressaltou o presidente.

A imprensa tinha indicado anteriormente que o governo preparava uma autorização para enviar entre 800 e mil militares ativos à fronteira sul.

Trump ordenou em abril o envio da Guarda Nacional - uma força militar de reserva - à fronteira em resposta às notícias sobre outra caravana de imigrantes, que começou seu percurso no sul do México.

Atualmente, de acordo com os últimos números divulgados pelo Departamento de Defesa no fim de agosto, 2.200 soldados permanecem na região, principalmente no estado do Texas, para dar apoio à segurança na fronteira.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas