Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

IBSAMAR VI começa em Simons Town, África do Sul

A sexta edição do IBSAMAR, um exercício marítimo multinacional entre as Marinhas da Índia, do Brasil e da África do Sul, acontece em Simons Town, África do Sul, de 01 a 13 de outubro de 2018. A última edição do IBSAMAR (IBSAMAR V) foi conduzida ao largo de Goa, de 19 a 26 de fevereiro de 2016.


Poder Naval

O objetivo do exercício é realizar um treinamento coletivo para as marinhas participantes, construindo interoperabilidade e compreensão mútua, bem como compartilhando as melhores práticas.

A proa da fragata Indiana Tarkash e ao fundo a corveta Barroso, da Marinha do Brasil
A proa da fragata Indiana Tarkash e ao fundo a corveta Barroso, da Marinha do Brasil

A Marinha Indiana é representada no IBSAMAR VI pela Fragata de Mísseis Guiados Tarkash, pelo Destróier de Mísseis Guiados Kolkata, pelas aeronaves de Patrulha Marítima de Longo Alcance P-8I, helicópteros Seaking e Chetak, bem como por um contingente MARCOS.

O exercício inclui as fases portuária e marítima com várias evoluções de navegação e marinheiras, disparo de armas de superfície, exercícios de proteção de força, exercícios antipirataria, exercícios antiaéreos e antissubmarinos, bem como operações de voo.

Além de atividades profissionais, esportes e compromissos sociais também são planejados.

FONTE: Naval News

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas