Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Imprensa: сoalizão internacional evacua terroristas do Daesh de Deir ez-Zor

A coalizão internacional liderada pelos EUA evacuou os terroristas do Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países) da província síria de Deir ez-Zor, situada no nordeste da Síria, comunicou no domingo (7) a agência estatal síria SANA, citando moradores locais.


Sputnik

"No sábado [6] helicópteros da coalizão liderada pelos EUA pousaram perto da cidade de Al-Shafeh, uma bolsa no sudeste da província de Deir ez-Zor onde terroristas se encontram posicionados, e retiraram vários combatentes do Daesh de diferentes nacionalidades", informou a agência.

Edifícios destruidos em Deir ez-Zor
Deir ez-Zor, Síria © REUTERS / Khalil Ashawi

Em 22 de setembro a SANA informou que helicópteros da coalizão internacional evacuaram os líderes do Daesh do sudeste de Deir ez-Zor e voaram em direção desconhecida. De acordo com a nota da Operação Inherent Resolve (OIR), a coalizão não realizou quaisquer operações de evacuação de terroristas do Daesh.

Os EUA e aliados realizam, desde 2014, ataques aéreos no Iraque e na Síria contra o Daesh. As operações na Síria são realizadas sem a autorização do governo do país. A Rússia deu início à missão antiterrorista na Síria em setembro de 2015 para dar suporte ao governo de seu aliado, o presidente Bashar Assad, e ajudou o governo sírio a retomar boa parte dos territórios que estavam sob comando de rebeldes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas