Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Israel diz que S-300 não representam ameaça para F-35, os 'melhores caças furtivos'

Os sistemas de defesa antiaérea S-300, recentemente entregues pela Rússia à Síria, não poderão interferir com os novíssimos aviões israelenses, acredita o ministro da Cooperação Regional do país, Tzachi Hanegbi.


Sputnik

De acordo com o titular da pasta israelense, a instalação dos sistemas S-300 na Síria não será capaz de limitar as atividades dos caças de 5ª geração F-35I Adir, que estão em serviço na Força Aérea de Israel e foram produzidos nos EUA.

Caças israelenses F-35 realizam voo em Jerusalém durante comemorações do 69º Dia da Independência, em 2 de maio de 2017
F-35 Ligntning II israelenses © AFP 2018 / Thomas Coex

"Temos caças furtivos e são os melhores do mundo. Essas baterias [S-300] nem sequer podem detectá-los", disse o ministro, citado pelo jornal Haaretz.

As entregas dos sistemas russos S-300 deveriam ter terminado o programa de modernização do complexo de defesa antiaérea sírio já há alguns anos, mas na época as respectivas negociações foram suspensas por iniciativa do lado israelense.

Enquanto isso, o especialista em assuntos militares sírio e general aposentado, Al-Amid Ali Maksud, afirmou à Sputnik Árabe que a entrega destes sistemas ao país árabe mudará o balanço das forças na região e será um fator de contenção para Israel.

A decisão sobre o fornecimento dos S-300 a Damasco foi tomada na sequência da tragédia com o avião Il-20 na Síria, que foi derrubado pelos sistemas S-200 sírios por, segundo afirma o lado russo, caças israelenses o terem usado como cobertura. O incidente causou 15 mortes.

Comentários

Postagens mais visitadas