Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono se diz pronto para admitir ter muitos 'criminosos' nas suas tropas

Depois que uma série de terríveis desastres de relações públicas que expôs soldados de elite dos EUA sendo presos por posse de drogas, abuso, estupro e assassinato, o Pentágono está reprimindo questões disciplinares em seu Comando de Operações Especiais, segundo um novo relatório.
Sputnik

Com "alegações de falta grave" acumulando-se altas demais para serem ignoradas após duas décadas de guerra, o general Raymond "Tony" Thomas, chefe do Comando de Operações Especiais, e Owen West, chefe de Operações Especiais e Conflito de Baixa Intensidade do Pentágono, esboçaram um ambicioso plano de 90 dias para descobrir como o corpo de elite militar se perdeu.


O primeiro de seu tipo, a avaliação profissional pretende "rever e reforçar os padrões éticos e de conduta", segundo documentos adquiridos pelo jornal The Washington Times.

"O primeiro passo em qualquer programa de tratamento é admitir que você tem um problema", disse uma autoridade do Comando de Operações…

Japão lança submarino movido a baterias de íons de lítio (VIDEO)

O 11º submarino da classe “Soryu”, Oryu (SS-511), foi lançado no estaleiro da Mitsubishi Heavy Industries em Kobe no dia 4 de outubro. O Oryu apresenta uma significativa atualização de projeto: é o primeiro submarino do Japão alimentado por baterias de íons de lítio.


Poder Naval

O Oryu, construído para a Força Marítima de Autodefesa do Japão (JMSDF) é o sexto construído pela MHI, os outros cinco foram construídos pela Kawasaki Shipbuilding Corporation, subsidiária de construção naval da Kawasaki Heavy Industries. A quilha do Oryu foi batida em novembro de 2015 e o submarino está previsto para ser entregue à JMSDF em março de 2020.



A quilha do primeiro submarino da classe, Soryu (SS-501), foi batida em março de 2005. Foi lançado em dezembro de 2007 e comissionado em março de 2009.

O mais recente submarino classe “Soryu”, o Seiryu (SS-509) foi incorporado à JMSDF em 12 de março de 2018.

Todos os submarinos da classe são batizados com nomes de dragões: Soryū significa Dragão Azul, Hakuryū (2º da classe) Dragão Branco, Sekiryū (8º na classe) Dragão Vermelho. Shoryu (10º na classe) Dragão Voador.

Oryu (お う り ゅ う ou 凰 龍 em kanji) significa Dragão Fênix.

Características principais
Comprimento: 84,0 m
Boca: 9,1 m
Deslocamento: 2.950 Toneladas
Velocidade: 20 nós

Doze submarinos da classe “Soryu” estão planejados para a JMSDF. Os décimo primeiro e décimo segundo submarinos terão autonomia subaquática aprimorada graças às baterias de íons de lítio. A classe é uma versão melhorada do submarino da classe “Oyashio”. Os submarinos da classe “Soryu” são os maiores submarinos convencionais do mundo até a presente data.

Eles têm um excelente histórico operacional e estão equipados com tecnologias de última geração, incluindo sistemas de propulsão independentes da atmosfera (AIP) que permitem que permaneçam totalmente submersos por longos períodos de tempo e tecnologias stealth avançadas que os tornam mais difíceis de detectar.

Em comparação com os submarinos anteriores da classe “Soryu”, o Oryu não usa baterias de chumbo-ácido, mas as de lítio, projetadas pela GS Yuasa. Diz-se que essas baterias de alto desempenho armazenam o dobro da energia.

FONTE: Navy Recognition


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas