Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Japão planeja construir base militar perto de territórios disputados com China

As autoridades japonesas planejam começar a construção de uma base das Forças Terrestres de Autodefesa em uma ilha próxima de territórios disputados com Pequim até o fim deste ano, relatou a Kyodo nesta segunda-feira (29).


Sputnik

Segundo a agência de notícias, citando fontes do governo, a base na ilha de Ishigaki, em Okinawa, terá uma guarnição de 500 a 600 efetivos, para além de baterias de mísseis terra-ar e terra-navio. 


Soldados das Forças de Autodefesa do Japão perto do sistema de defesa antimíssil Patriot, Tóquio, Japão
Militares japoneses próximos ao sistema antiaéreo Patriot © AFP 2018 / YOSHIKAZU TSUNO

Segundo os dados, a base em Ishigaki será implantada em uma área de 46 hectares (460 mil metros quadrados).

Como relatado anteriormente, o prefeito de Ishigaki, Yoshitaka Nakayama, apoia o plano do governo central de instalar uma bateria de mísseis na ilha para enfrentar o potencial crescimento bélico da China.

Ishigaki está situada a apenas 110 quilômetros ao sul das ilhas Senkaku (conhecidas na China como Diaoyu), que são objeto de disputa territorial entre a China e o Japão. O Japão alega que ocupa as ilhas desde 1895. Mas os chineses ressaltam que, nos mapas japoneses de 1783 e 1785, as Diaoyu são marcadas como território chinês. Depois da 2ª Guerra Mundial, as ilhas estavam sob controle dos EUA mas foram transferidas para o Japão em 1972.

Taiwan e a China continental afirmam que o Japão detém as ilhas de forma ilegal. Inversamente, Tóquio assinala que tanto Taiwan como a China começaram a reivindicar essas ilhas a partir da década de 1970, quando ficou provado que suas águas são ricas em recursos minerais.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas