Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Matteo Salvini critica e pede fim das sanções da UE contra a Rússia: "Uma loucura"

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, pediu nesta quarta-feira o fim das sanções impostas pela União Europeia (UE) à Rússia após a anexação da Crimeia, medidas que classificou como "loucura".


EFE

Roma - Em evento realizado junto a empresários italianos e russos em Moscou, Salvini disse que "as sanções contra a Rússia são uma loucura econômica, social e cultural".


EFE/Giuseppe Lami
Matteo Salvini | EFE/Giuseppe Lami

Salvini, líder do partido de extrema-direita Liga, considerou "absurdo" que a UE sancione a Rússia e, por outro lado, "financie e bajule" a Turquia, apesar de ocupar militarmente parte do Chipre há quatro décadas.

"Estamos sancionando a Rússia por eventuais violações contra a Ucrânia e financiando e bajulando um país estrangeiro que ocupa militarmente um dos 27 países da UE (sem contar com o Reino Unido). É uma loucura", comentou.

Muito crítico em relação às sanções europeias contra a Rússia, Salvini essas medidas prejudicam os intercâmbios comerciais dos empresários italianos.

Salvini é admirador do presidente russo Vladimir Putin e esta é a segunda vez que viaja para a Rússia após chegar ao governo, depois de assistir à final da Copa do Mundo em julho, quando se reuniu com o ministro de Interior russo, Vladimir Kolokoltsev.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas