Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Merkel: UE pode decidir conjuntamente congelar venda de armas para a Arábia Saudita

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que a União Europeia pode tomar uma decisão coletiva de suspender todas as vendas de armas à Arábia Saudita devido ao assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.


Sputnik

Ao mesmo tempo, ela concordou com seu colega francês, Emmanuel Macron, que a decisão deveria ser tomada depois que se soubesse mais sobre os responsáveis pela morte.


Pessoas protestam perto do consulado da Arábia Saudita em Istambul após o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi, 9 de outubro de 2018
© AFP 2018 / Ozan Kose

Macron acrescentou que quaisquer sanções contra o assassinato de Khashoggi deveriam ser introduzidas a "nível europeu", de forma conjunta.

Presidente turco comenta caso Khashoggi

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse mais cedo durante a Cúpula de Istambul sobre a Síria que a Turquia compartilhou os resultados da investigação sobre o assassinato do jornalista saudita com outros líderes presentes.

Erdogan elogiou os resultados das discussões entre os promotores da Turquia e da Arábia Saudita que trabalham no caso Khashoggi, mas também pediu que a Arábia Saudita revele quem deu a ordem para enviar as 18 pessoas responsáveis pelo assassinato do jornalista.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas