Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Na Ala 11, Esquadrão Corsário celebra 50 anos de existência

Esquadrão realiza missões de transporte e, atualmente, opera a maior aeronave da FAB


Agência Força Aérea | DefesaNet


O Esquadrão Corsário (2º/2º GT) celebrou, na quarta-feira (03/10), o seu 50º aniversário de criação. A cerimônia militar, realizada no pátio de formaturas da Ala 11, no Rio de Janeiro (RJ), foi presidida pelo Diretor de Administração do Pessoal da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Mauro Martins Machado, e contou com a presença do Tenente-Brigadeiro da Reserva Marco Aurélio Gonçalves Mendes.

Tenentes Arthur Souza Rodrigues da Costa,  Felipe Bueno e Tenente-Coronel Bruno Pedra

Atualmente, o Corsário opera o maior vetor já voado pela Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave C-767, participando ativamente do processo de interiorização dos imigrantes venezuelanos no Brasil.

O Comandante do Corsário, Tenente-Coronel Aviador Sérgio Heitor Carpinteiro Péres Junior, lembrou de missões em que o Esquadrão esteve envolvido anteriormente, como o apoio às vitimas de um tsunami na Tailândia, o resgate de brasileiros no conflito entre o Líbano e Israel e o transporte das tropas brasileiras no Haiti durante a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH).

“Ergamos com orgulho o peito ao envergarmos as cores verde e amarelo de nossa bolacha e o azul do nosso cachecol, pois a Força Aérea e a própria nação sabem o quanto temos feito e, o quanto ainda faremos, em prol de uma moderna aviação de Transporte”, disse.

Durante a solenidade, o Comandante da Ala 11, Brigadeiro do Ar Mozart de Oliveira Farias, fez a entrega das homenagens aos destaques profissionais de 2018, o Sargento Alexander José Abdo de Oliveira (Graduado Padrão) e o Soldado José Luiz Batista Gomes de Freitas (Praça Padrão).

Ainda, ex-Comandantes do Esquadrão foram homenageados, recebendo uma lembrança do atual Comandante.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas