Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

No sul da Síria, radicais fogem abandonando armas e… barbas (VÍDEO)

O Exército sírio continua avançando contra as posições terroristas na região do deserto de As-Suwayda, na área das colinas de Tulul al-Safa. Os radicais estão abandonando suas posições junto com as armas. Para além disso, eles cortam as barbas para se misturarem com os civis.


Sputnik

O correspondente da Sputnik Árabe comunicou a partir de As-Suwayda que, depois de perder as principais fontes de água, as forças terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia e em vários outros países) enfraqueceram consideravelmente, os radicais já não conseguem fazer frente ao Exército sírio. Na área montanhosa liberta recentemente, os soldados sírios encontraram um armazém com armamentos, produtos alimentícios e um posto médico. 


Soldados sírios na área libertada dos terroristas no deserto de As-Suwayda
Militares sírios na área libertada dos terroristas © Sputnik / Basem Haddad

De acordo com o correspondente, durante a operação de limpeza do território, foi encontrada uma grande quantidade de ataduras, embalagens de medicamentos e ampolas, o que revela que os terroristas estão sofrendo múltiplos ferimentos.

Além disso, os soldados encontraram restos de barbas e cabelo comprido. Aparentemente, os terroristas se barbeiam para mais facilmente se misturarem com os civis.

Nas fortificações abandonadas dá também para ver estume de burro. Pelo visto, os radicais utilizavam estes animais para transportar os armamentos e outras cargas pesadas. É impossível usar veículos entre as rochas, explicou o correspondente.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas