Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Novo porta-aviões da Marinha russa terá convés mais largo

O novo porta-aviões russo poderia ter um convés alargado, o que permite aumentar o potencial de combate e o número de aeronaves a bordo do navio.


Sputnik

Segundo comunicou o chefe do Departamento de Projetos do Centro de Pesquisas Krylov, Aleksei Litsis, ao canal Zvezda, o novo porta-aviões russo pode vir a ter um convés comparável em largura aos análogos norte-americanos da classe Nimitz.

Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo)
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov © Sputnik / Sergei Eschenko

"Desenvolvemos um projeto de um porta-aviões com a parte subaquática melhorada que permitirá aumentar a largura da plataforma de decolagem. Por exemplo, o porta-aviões Nimitz tem uma largura de 78 metros. Conseguimos atingir o mesmo tamanho", afirmou.

Segundo o especialista, o comprimento do convés será de 300 metros, enquanto o deslocamento do novo navio será de 44 mil toneladas. Um modelo do futuro porta-aviões foi apresentado no Fórum Militar ARMY 2018.

"Este projeto foi desenvolvido para exportação e possivelmente utilizará combustível orgânico não nuclear, o que reduziria significativamente os custos de estacionamento do navio", acrescentou Litsis.

Atualmente, a Marinha russa tem apenas um porta-aviões, o Admiral Kuznetsov. O comprimento total do navio é de 304,5 metros, a largura máxima do seu convés atinge 67 metros, com um deslocamento de 59.100 toneladas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas