Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Ocidente busca pretexto para enviar navios da OTAN ao mar de Azov

A OTAN tem interesse na escalação das tensões no mar de Azov, para poder enviar seus navios de guerra para o local, disse à Sputnik o representante da região de Crimeia na câmara baixa do Parlamento russo, Ivan Abazher.


Sputnik

Nesta quinta-feira, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução, solicitando às autoridades da União Europeia fortalecer as sanções contra Rússia no caso de uma "escalação" da situação no mar de Azov.


Resultado de imagem para mar de azov

Além disso, as autoridades executivas do bloco foram convidadas a avaliar a criação do cargo de "enviado especial para Crimeia e Donbass".

"Essas resoluções são produto da política antirrussa, que acusa a Rússia de todos os males possíveis e impossíveis. Devemos entender com clareza que a escalação das tensões com a Rússia só tende a aumentar, pois as nossas conquistas internas os irritam. Eles aceitam qualquer motivo para enviar os navios da OTAN para as águas do mar de Azov", disse Abazher.

Segundo o representante da Crimeia, Rússia não deve adequar a sua política de segurança no mar de Azov aos interesses estrangeiros.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas