Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Saab e Raytheon demonstrarão munição guiada para o Carl-Gustaf

A Saab, em colaboração com a Raytheon, recebeu um contrato do Exército dos EUA para demonstrar uma munição guiada para o sistema Carl-Gustaf, com três testes de disparos completos contra alvos representativos de ameaças.


Forças Terrestres

Em 2017, a Saab anunciou sua parceria com a Raytheon para desenvolver novas armas para as forças de infantaria. A nova munição responde a um requerimento do Comando de Operações Especiais dos EUA e foi projetada para aumentar a capacidade do sistema de armas Carl-Gustaf, construído pela Saab, comprovado pelo combate, lançado ao ombro e multi-funções. A nova munição é guiada, o que proporcionará maior precisão contra alvos em movimento.

Munição guiada para o Carl-Gustaf
Munição guiada para o Carl-Gustaf

“Colaborar com a Raytheon, utilizando sua excelência técnica e de produto em combinação com nossas soluções tecnológicas inovadoras, aprimorará os sistemas de armas Carl-Gustaf e AT4, líderes mundiais, com recursos adicionais que aumentarão ainda mais o benefício operacional para o usuário final”, diz Görgen Johansson, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios da Saab Dynamics.

“Emparelhado com o sistema de armas de Carl Gustaf, esta nova munição guiada dará às forças desmontadas dos EUA e da coalizão capacidades adicionais de combate às ameaças inimigas no campo de batalha”, diz Kim Ernzen, vice-presidente da Raytheon Land Warfare Systems. “A munição destina-se a permitir que forças terrestres atinjam vários alvos precisamente a distâncias de até 2.000 metros, incluindo alvos em movimento”.

A ogiva avançada da munição é projetada para penetrar blindagens leves, bunkers e estruturas de concreto enquanto diminui os danos colaterais. Com o aumento do alcance, a nova munição oferecerá maior proteção às forças terrestres, permitindo que disparem contra alvos dentro de estruturas ou edifícios.

Carl-Gustaf com militar pronto para o disparo

A Saab atende o mercado global com produtos, serviços e soluções líderes mundiais em defesa militar e segurança civil. A Saab tem operações e funcionários em todos os continentes do mundo. Através de um pensamento inovador, colaborativo e pragmático, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às necessidades de mudança dos clientes.

A Raytheon Company, com vendas de US$ 25 bilhões em 2017 e 64.000 funcionários, é líder em tecnologia e inovação especializada em soluções de defesa, governo civil e segurança cibernética. A Raytheon está sediada em Waltham, Massachusetts.

FONTE: Saab

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas