Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Sem precedentes: Ucrânia e Japão estreitam laços no campo militar

A Ucrânia e o Japão realizaram as primeiras conversações sobre questões da segurança, subscrevendo um memorando sobre cooperação na esfera da defesa, comunicou no sábado (13) o Ministério da Defesa ucraniano.


Sputnik

"No Ministério das Relações Exteriores do Japão, em 12 de outubro tiveram lugar as primeiras conversações ucraíno-japonesas sobre as questões da segurança desde a proclamação da independência da Ucrânia", diz o comunicado no site do Ministério da Defesa ucraniano.


Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia
Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia © Sputnik / Maksim Blinov

Comunica-se que a delegação ucraniana foi chefiada pelo subsecretário da Defesa para Assuntos da Integração Europeia, tenente-general Anatoly Petrenko, e a japonesa pelo diretor-geral para Assuntos Internacionais do Escritório da Política de Defesa do Ministério da Defesa, Hideo Suzuki, e pelo vice-diretor do Escritório Europeu da chancelaria, Hideki Uema.

Segundo os dados do Ministério da Defesa, no decorrer das conversações as partes discutiram várias questões da esfera de segurança, trocaram opiniões sobre as ameaças atuais e futuras e os desafios à segurança regional e mundial e definiram os caminhos para o desenvolvimento posterior da cooperação na esfera da segurança e defesa.

"No mesmo dia, no Ministério da Defesa japonês decorreu a cerimônia de assinatura do memorando entre o Ministério da Defesa ucraniano e o Ministério da Defesa japonês sobre cooperação e intercâmbio na esfera da defesa. O memorando é o primeiro documento na história das relações bilaterais que confirma oficialmente as intenções das partes de desenvolver a cooperação na esfera da defesa e indica as direções principais da cooperação", diz o comunicado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas