Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Turquia: Jornalista saudita foi 'estrangulado' e teve corpo 'desmembrado e destruído'

O procurador-geral de Istambul, Irfan Fidan afirmou hoje que o jornalista saudita Jamal Khashoggi foi estrangulado assim que entrou no consulado saudita em Istambul. Fidan disse ainda que o assassinato foi premeditado e que o corpo de Jamal foi desmembrado e posteriormente destruído.


Sputnik

O gabinete do procurador-geral de Istambul também avaliou que as discussões com o procurador-geral saudita, Saud al-Mojeb não produziram "resultados concretos" apesar dos "esforços bem-intencionados" da Turquia em descobrir a verdade sobre o assassinato.


Um oficial saudita abre a porta do consulado da Arábia Saudita em Istambul durante uma manifestação pelo jornalista desaparecido Jamal Khashoggi.
Consulado da Arábia Saudita em Istambul, Turquia © AFP 2018 / OZAN KOSE

A declaração é a primeira confirmação pública feita por um oficial turco de que Khashoggi foi estrangulado e desmembrado depois de entrar no Consulado da Arábia Saudita em 2 de outubro. Ele tentava obter a documentação necessária para se casar com sua noiva turca.

A Turquia tenta a extradição de 18 suspeitos sauditas presos na Arábia Saudita pela morte de Khashoggi, além de pressionar Riad por informações sobre o corpo do jornalista. Autoridades sauditas têm reafirmado o compromisso do Reino em julgar os 18 suspeitos após a conclusão da investigação.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas