Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin afirma que criação de exército kosovar viola resolução da ONU

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, denunciou nesta quinta-feira que a criação de um exército por parte das autoridades do Kosovo representa uma violação da resolução 1244 da ONU e provocará a desestabilização da região dos Balcãs.
EFE

Belgrado - "É uma aberta violação da resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU", disse Putin em entrevista coletiva em Belgrado junto com o seu homólogo sérvio, Aleksandar Vucic.


Putin lembrou que tal resolução só autoriza o envio de forças das Nações Unidas e acusou as autoridades kosovares de dar passos "provocadores" que aguçaram as tensões na região.

"A Rússia compartilha plenamente a preocupação das autoridades sérvias. Tais ações irresponsáveis dos dirigentes do Kosovo podem levar à desestabilização nos Balcãs", advertiu.

O presidente russo considerou que os trabalhos de mediação da União Europeia (UE) quase não deram frutos, já que foi acordado criar municípios sérvios no Kosovo, mas "não se criou nada"…

Turquia: Jornalista saudita foi 'estrangulado' e teve corpo 'desmembrado e destruído'

O procurador-geral de Istambul, Irfan Fidan afirmou hoje que o jornalista saudita Jamal Khashoggi foi estrangulado assim que entrou no consulado saudita em Istambul. Fidan disse ainda que o assassinato foi premeditado e que o corpo de Jamal foi desmembrado e posteriormente destruído.


Sputnik

O gabinete do procurador-geral de Istambul também avaliou que as discussões com o procurador-geral saudita, Saud al-Mojeb não produziram "resultados concretos" apesar dos "esforços bem-intencionados" da Turquia em descobrir a verdade sobre o assassinato.


Um oficial saudita abre a porta do consulado da Arábia Saudita em Istambul durante uma manifestação pelo jornalista desaparecido Jamal Khashoggi.
Consulado da Arábia Saudita em Istambul, Turquia © AFP 2018 / OZAN KOSE

A declaração é a primeira confirmação pública feita por um oficial turco de que Khashoggi foi estrangulado e desmembrado depois de entrar no Consulado da Arábia Saudita em 2 de outubro. Ele tentava obter a documentação necessária para se casar com sua noiva turca.

A Turquia tenta a extradição de 18 suspeitos sauditas presos na Arábia Saudita pela morte de Khashoggi, além de pressionar Riad por informações sobre o corpo do jornalista. Autoridades sauditas têm reafirmado o compromisso do Reino em julgar os 18 suspeitos após a conclusão da investigação.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas