Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

4 militares da OTAN ficam feridos durante exercícios na Noruega

Quatro soldados suecos ficaram feridos neste sábado (3) na sequência de lesões sofridas nos exercícios Trident Juncture, na Noruega, comunica a imprensa europeia.


Sputnik

Segundo comunica a agência Belga, os ferimentos foram causados por uma colisão entre um tanque e um carro militar, onde seguiam os soldados ficaram lesionados.


Manobras militares Trident Juncture 2018, na Noruega
Militares da OTAN © REUTERS / Sgt Marc-Andre Gaudreault/NATO JFC Brunssum Imagery

Todos os quatro soldados foram logo transportados para hospital, recebendo ajuda de emergência, entretanto dois deles ficaram na instituição para tratamento ulterior. Não foi comunicado o estado concreto dos militares, mas foi afirmado que as suas vidas não estão em perigo.

Os maiores exercícios da OTAN desde a época da Guerra Fria se realizam na Noruega de 25 de outubro até 7 de novembro. Do treinamento do cenário de defesa coletiva em caso de um ataque do inimigo convencional participam 50 mil militares e equipamentos de todos os 29 países aliados, bem como de parceiros da Aliança — Suécia e Finlândia.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas