Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Anunciam nova rodada de conversas sobre a Síria em Astaná

Turquia, Rússia e Irã manterão uma nova rodada de conversas sobre o processo de pacificação na Síria no final deste mês na capital cazaque de Astaná, segundo anunciaram hoje fontes oficiais.


Prensa Latina

Ancara - O será nos dias 28 e 29 de novembro e dele participarão também delegações do governo de Damasco e dos grupos armados opositores, informou o ministro de Relações Exteriores do Cazaquistão, Kairat Abdrakhmanov.


Além deles, representantes das Nações Unidas e da Jordânia participarão das conversas como observadores.

O processo de paz de Astaná foi iniciado pela Rússia, Irã e Turquia em janeiro de 2017 com o objetivo de reunir em uma mesa de diálogo todas as partes enfrentadas no conflito sírio e tentar atingir uma solução política que complemente as conversas de paz patrocinadas pela ONU em Genebra.

Os três países garantes acordaram estabelecer áreas de desescalada na província de Idlib e em partes de Latakia, Hama e Alepo, em uma tentativa de atingir um cessar fogo entre as partes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas