Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Avião espião dos EUA é detectado perto da fronteira ocidental russa

Um avião estratégico Boeing RC-135V da Força Aérea dos Estados Unidos realizou um voo de reconhecimento perto da região russa de Kaliningrado, relata o portal PlaneRadar.


Sputnik

A aeronave, com o número de identificação 64-14846, decolou da base aérea de Mildenhall no Reino Unido e voou através do espaço aéreo da Polônia.


RC-135 (imagem referencial)
CC BY 2.0 / Lance Cheung / 060314-RC-135-299

A região de Kaliningrado é um enclave da Rússia entre a Polónia e a Lituânia, à beira do mar Báltico.

As atividades de aviões e drones de reconhecimento têm aumentado notavelmente nos últimos tempos nesta região.

No início da semana passada, um mesmo avião de reconhecimento RC-135V voou perto das fronteiras sul da Rússia, incluindo a Crimeia. Os radares permitem à aeronave realizar missões de reconhecimento sem violar as fronteiras russas, recolhendo informações sobre o posicionamento de sistemas de defesa antiaérea na região.

Em 26 de outubro, um drone estratégico americano RQ-4B Global Hawk fez um voo de 11 horas nas áreas ao longo das fronteiras ocidentais russas.

As Forças de Defesa Antiaérea da Rússia detectaram no total 17 aeronaves de vigilância perto das fronteiras do país em apenas uma semana, informou recentemente o jornal russo Krasnaya Zvezda.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas